domingo, 15 de julho de 2018

FAÇA UMA VISITE NA LOJA SHOPPING DO MARCENEIRO EM SANTA CRUZ-RN







Terei que tirar a poeira de minhas chuteiras, diz Pelé após Mbappé


Kylian Mbappé fez história ao marcar um dos gols da vitória da França por 4 a 2 sobre a Croácia na final da Copa do Mundo de 2018, na Rússia. Aos 19 anos, o camisa 10 francês foi o jogador mais jovem a balançar as redes em uma final de Copa desde que Pelé, então com 17 anos, marcou duas vezes para o Brasil na vitória por 5 a 2 diante da Suécia na decisão de 1958.
Nas redes sociais, Mbappé comemorou a conquista da Copa de 2018 com uma foto, na qual aparece beijando a taça. “Meu amor”, escreveu o jovem astro do Paris Saint-Germain e da seleção francesa.
O feito foi percebido inclusive pelo próprio Pelé. Em sua conta no Twitter, o Rei do Futebol fez uma provocação diante dos feitos do francês.
“Se o Kylian Mbappé continuar a igualar meus recordes assim, eu vou ter que tirar a poeira das minhas chuteiras novamente”, escreveu Pelé, aos 77 anos.
O título na Rússia foi o segundo da França em Copas do Mundo. Antes, a equipe levantou a taça em 1998, quando jogou em casa. Com informações da Folhapress.

Funcionária Ministério dos Direitos Humanos é morta após discutir com ex-marido


Uma funcionária terceirizada do Ministério dos Direitos Humanos foi assassinada neste sábado (14), em Santa Maria, região administrativa do Distrito Federal a cerca de 26 km do centro de Brasília. A 33ª Delegacia de Polícia registrou o caso como feminicídio.
Janaína Romão Lúcio, 30 anos, trabalhava como assessora do Comitê Intersetorial de Acompanhamento e Monitoramento das Políticas Públicas para a População em Situação de Rua. No fim da tarde de ontem, ela foi esfaqueada ao ir buscar as filhas na casa do ex-marido, com quem, segundo testemunhas, teria discutido. A Polícia Civil não revelou detalhes do caso.
Em nota, o ministro dos Direitos Humanos, Gustavo Rocha, lamentou a morte da funcionária e repudiou a violência contra as mulheres. “Em nome de todo o ministério, compartilho do luto e manifesto solidariedade aos familiares e colegas de trabalho”, manifestou, destacando a gravidade da situação das mulheres vítimas da violência.
Representantes do Ministério dos Direitos Humanos já estão em contato com a Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal a fim de acompanhar as investigações do assassinato de Janaína.
Também em nota, o escritório potiguar do Movimento População de Rua informou ter recebido a notícia da morte de Janaína “com imensa tristeza e pesar”. “Esperamos que o caso seja apurado e o assassino seja preso e pague pelo crime bárbaro de feminicídio”, acrescentou o movimento, aproveitando para repudiar também a todas as mortes de pessoas que viviam nas ruas.
Por Agência Brasil

Professor de escola particular em Natal é denunciado por abuso sexual


Resultado de imagem para abuso infantil

A DCA (Delegacia da Criança e do Adolescente) investiga o caso de um professor suspeito de abusar sexualmente de uma aluna nas dependências de um colégio particular em Natal. A vitima tem 9 anos de idade e já foi ouvida pela polícia e submetida ao exame psicológico no Instituto Técnico e Cientifico de Perícia.

O fato aconteceu nos quatro primeiros meses do ano, mas a criança só revelou a mãe o que vinha acontecendo em maio. Diante da gravidade do fato, imediatamente a mulher procurou a polícia e fez um boletim de ocorrência denunciando o professor. "Quando eu ouvi da minha filha o que ele foi capaz de fazer me vêio um desespero enorme, eu não pensei em outra coisa senão denunciar esse mosntro", disse.

A mãe da estudante ainda informou à reportagem do PortalBO que a filha vinha perdendo rendimento nas notas bimestrais e isso chamou atenção dela provocando questionamentos. Em um dado momento, a criança relatou a mãe que o professor a tocava sempre na ausência de outras alunas, eram carícias nas partes íntimas. A criança tinha medo de revelar os eventos e mantinha o silêncio.

A polícia já ouviu a criança e também o suspeito, porém, o trâmite do inquérito é lento o que deixa a mãe da estudante extremamente angustiada. A direção da escola tomou conhecimento do assunto e deu total apoio a alunae a mãe. O professor suspeito de abuso foi demitido do quadro de funcionários da escola e poderá responder por estupro de vulnerável.

Multas de trânsito poderão ser pagas com cartões de crédito e débito


Trânsito intenso na BR-101, em Natal

O pagamento de multas de trânsito e impostos dos veículos agora poderá ser realizado por meio do cartão de crédito ou débito. Uma resolução publicada pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran) na sexta-feira (6) autoriza os órgãos e entidades integrantes do Sistema Nacional de Trânsito a firmar acordos técnico-operacionais que viabilizem as novas formas de quitação para os motoristas.

Na prática, o pagamento de multas de trânsito e demais débitos relacionados aos veículos poderá ser realizado em parcelas mensais, por meio do cartão de crédito. A norma também determina que a “efetivação do parcelamento por meio do cartão de crédito libera o licenciamento do veículo e a respectiva emissão do Certificado de Registro de Licenciamento do Veículo – CRLV”.

Os motoristas ainda poderão pagar multas já vencidas. No entanto, nesses casos, haverá cobrança de juros. Para o Contran, as mudanças vão permitir que o cidadão pague suas dívidas com maior facilidade, o que deve contribuir para reduzir a inadimplência e garantir a arrecadação.

Em relação aos órgãos, os que se interessarem em oferecer essas facilidades deverão solicitar autorização ao Departamento Nacional de Trânsito (Denatran). Como a medida é recente, ainda não houve nenhuma solicitação. A possibilidade de pagar as multas por esses meios já estava prevista em uma resolução de 2016, mas foi suspensa em maio deste ano para ajustes

Empresas do setor de construção civil no RN não veem perspectiva de melhora


Resultado de imagem para construção civil

Nenhum outro setor da economia teve um desempenho tão negativo nos últimos anos quanto a construção civil. No primeiro trimestre, o PIB do setor, que engloba tanto o faturamento das construtoras como o salário dos trabalhadores, recuou 2,2% na comparação com o mesmo período de 2017. Foi a 16.ª queda consecutiva. E as empresas não veem perspectiva de melhora.

“Em nenhum momento a situação do setor (da construção civil) melhorou de verdade. O que estamos enxergando é que o ritmo da queda está diminuindo, mas continua caindo”, avalia o vice-presidente de Economia do Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo (SindusCon-SP), Eduardo Zaidan.

A análise do executivo reflete a situação das empresas e, também, a realidade do mercado de trabalho do setor. Apesar de o ritmo de demissões na construção civil ter diminuído consideravelmente, ainda não há sinais de que as empresas começarão a contratar. Nos últimos 12 meses encerrados em abril, 58 mil vagas foram fechadas. Nos 12 meses anteriores, haviam sido 431 mil.

Por outro lado, a confiança do empresário – fator importante para que as contratações sejam retomadas e o segmento volte a se movimentar – caiu após a greve dos caminhoneiros. Em junho, marcou 79,3 pontos, ante 82,4 em maio.

“O País realmente está em um mato sem cachorro. Temos uma insegurança muito grande, que impede a geração de empregos e dificulta a tomada de decisões do consumidor”, afirma o empresário Milton Bigucci, dono da construtora MBigucci. “Mesmo sem dívidas, a minha empresa não vai lançar mais imóveis do que deve.”

Ele diz que a construtora lançou quatro empreendimentos neste ano e tem outros seis projetos, já aprovados pela Prefeitura de São Paulo, na gaveta. A empresa só fará novos lançamentos quando sentir que o consumidor está mais confiante para comprar um imóvel.

“As incertezas na economia e na política estão muito fortes e o setor sente que o cliente está mais inseguro do que no começo do ano”, diz Bigucci,

Distratos

Diante desse cenário de crise, nem a aprovação na Câmara do projeto de lei que regulamenta os distratos – como são chamadas as desistências de compra de imóveis – parece animar Bigucci. “A pacificação dos distratos não me faria lançar os seis projetos (engavetados), mas lançaria quatro deles com mais segurança.” Durante a crise, muita gente devolveu imóveis comprados na planta e isso se tornou um pesadelo para as construtoras, que ficaram com produtos encalhados, tendo de ressarcir os compradores. O setor reivindica uma regulamentação para amenizar as perdas quando houver devolução.

Para Alexandre Frankel, dono da construtora Vitacon, o consumidor está mesmo mais assustado. “As incertezas fizeram com que a preocupação com a eleição se antecipasse. O que seria uma tempestade curta, de três meses, virou uma inquietação de seis meses.” De acordo com ele, a empresa não revisou a meta de lançar nove empreendimentos neste ano por acreditar que as vendas deverão melhorar depois do pleito de outubro.

Zaidan também projetava que 2018 seria o ano da recuperação, mas a realidade tem se mostrado diferente, diz. “Até maio, tínhamos a expectativa de que a economia pudesse reagir, mas, depois disso, tudo mudou. O otimismo desapareceu.”

Para ele, a situação da construção decorre da falta de investimento. “A construção é reativa ao estado da economia. As obras correspondem a 50% dos investimentos no País. Com o volume de investimento atual, não se faz nem manutenção da infraestrutura, muito menos construção.”

 As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Consulta do PIS/Pasep está disponível nesta segunda-feira


Os trabalhadores com direito à cota do PIS poderão conferir nesta segunda-feira (16), na Caixa Econômica Federal, quais são os valores que irão receber a partir de agosto. Os recursos no fundo terão reajuste de 8,9%.

Para saber quanto será possível retirar, os profissionais devem acessar o site www.caixa.gov.br/cotaspis. A consulta também pode ser feita pelo telefone 0800-7260207, nos caixas eletrônicos, com Cartão do Cidadão, e nas agências da Caixa.

É preciso informar CPF ou NIS (Número de Identificação Social) e data de nascimento.

Tem direito à cota do fundo PIS/Pasep quem trabalhou com carteira assinada ou foi servidor entre 1971 e 4 de outubro de 1988. Tags: Pis/Pasep!

EX-PRESIDIÁRIO HENRIQUE ALVES DIVULGA NOTA DE AGRADECIMENTO APÓS GANHAR LIBERDADE



O ex-ministro Henrique Alves, se pronunciou nas mídias sociais, após ter sido liberado na última quinta-feira 12, com a decisão do juiz federal Francisco Eduardo Guimarães, que concedeu liberdade provisória.

Confira a nota de agradecimento:

Hora de agradecer...

Vivi 328 dias de privação absoluta. Lutei por meus direitos na forma da Lei. E enfrentei com as graças de Deus, de Nossa Senhora e de seu Filho, Jesus. Superei, venci. Inteiro entrei. Sofrido, inteiro saí. Agora, a liberdade!

Agradecer ao MP que aquiesceu, ao Judiciário que concedeu. A minha família que sempre acreditou e que, ao meu lado, sofreu. Muito! A minha mulher Laurita, a meus filhos Andressa, Eduardo, Pedro Henrique. Também a Anita e Antônio. Aos meus irmãos, e “meu irmão” Garibaldi. Tanta força e solidariedade.
Agora, a emoção indescritível!

Agradecer a milhares de pessoas, conhecidas, desconhecidas, próximas, distantes, “o bacurau de sempre”, pelas orações e torcida. Aos policiais da Academia Militar; do Comandante aos mais humildes, o respeito devido.

Aos meus competentes e incansáveis advogados Marcelo Leal, Esequias Cortez, Erick Pereira e Alexandre Pereira.

Esperei passar esses dias. Emoção intensa.

Agora, agradecer. É o início do caminhar para a vitória final, da Justiça plena.

A todos, um até breve. Logo estaremos juntos, nos sonhos e na esperança! A luta continua!

Henrique Eduardo Alves

CONFIRA RESULTADO DOS JOGOS PELA COPA NAFISA FUTSAL DESSE FINA DE SEMANA (SEXTA e SÁBADO)