quarta-feira, 16 de maio de 2018

Anitta se declara feminista, mas volta a alertar exagero: “Não precisa rebaixar os homens”



Em viagem ao México para acompanhar (e talvez receber) o Prêmio Eres, Anitta se declarou feminista, mas explicou que tem cuidado redobrado ao tratar o assunto porque “algumas vezes interpretam errado”.

Entrevistada pelo canal mexicano RMS, a cantora definiu feminismo como a busca por igualdade entre gêneros e criticou quem adota uma postura diferente: “Para exaltar a mulher não precisa rebaixar os homens. Podemos ser todos incríveis.

Anitta – que começou a carreira sendo uma das únicas mulheres fazendo música na cena pop – disse que não acreditava em discriminação de gênero no começo da carreira, mas que acabou sentindo essa realidade na pele com o passar dos anos.

“Parece que se uma mulher não segue a fórmula certa para ser mulher, se da mal. Mas eu não gosto de seguir nenhuma fórmula. Nós não precisamos fazer o que esperam de nós e é isso que tento transmitir ao meu público”, disparou a cantora, que diz dar mais de 30 entrevistas por semana.

Na ocasião, a cantora falou ainda sobre empoderamento e comemorou o alcance que sua celulite, exibida no clipe “Vai Malandra”, ganhou na internet: “Para tirar a celulite tem que fazer dieta e eu não quero fazer dieta, quero comer. E se tenho celulite, não tenho que ter vergonha de meu corpo”.

Anitta chegou ao México na última quinta-feira (10) para disputar o Prêmio Eres nas categorias “melhor cantora” e “melhor clipe musical” por “Downtown”, concorrendo com Maluma e J Balvn.